Palestra do Mês

Culto de ano novo e de comemoração da fundação da Igreja Messiânica Mundial

Data: 06/01/2019
Por: Igreja Messiânica Mundial do Brasil
Editoria: Palestra do Mês

Saudação do presidente Marco Antonio Baptista Resende

Feliz Ano-novo a todos!

Os senhores e senhoras passaram bem as festas?

Aproveitaram bastante com os familiares e os amigos?

Agradeço profundamente a Deus e a Meishu-Sama pela permissão de servir à Obra Divina com todos os senhores e de juntos, estarmos aqui, no Solo Sagrado, celebrando o Culto de Fundação da Igreja e o Culto de Ano-Novo, reafirmando nossa decisão de servir à Obra Divina ao longo do ano que se inicia.

Como hoje é o Dia Nacional da Gratidão, quero aproveitar este momento para, mais uma vez, agradecer o amor e o empenho de todos os senhores, dedicantes de Meishu-Sama, no servir sincero em prol da felicidade do próximo.
Muito obrigado!

Há pouco, quando oramos diante do santuário do Supremo Deus, também elevei minhas orações rogando a Deus e a Meishu-Sama que iluminem e guiem com Sua Luz o coração e o caminho de todos que estão assumindo o governo do nosso país.
Que Deus e Meishu-Sama abençoem a todos!

Unidos pela determinação de contribuir para que a nossa sociedade se torne cada dia melhor, desejo que nós nos empenhemos para colocar em prática os ensinamentos e o exemplo que Meishu-Sama nos deixou!

Há 84 anos, quando Meishu-Sama fundou a nossa Igreja, em sua primeira palestra, ele afirmou categoricamente que o objetivo da Igreja é a construção do Mundo da Grandiosa Luz, o Paraíso Terrestre.

No ensinamento "Doutrina da Igreja Messiânica Mundial", que ouvimos há pouco, estão expressos pontos fundamentais da doutrina messiânica, apresentados por Meishu-Sama desde o momento em que fundou a nossa Igreja.

Para que possamos nos lembrar, mais uma vez, deste ensinamento e gravá-lo em nosso coração, gostaria de o ler novamente com os senhores:


"Nós, messiânicos, cremos em Deus, Criador do Universo.

Cremos que, desde o início da Criação, Deus objetivou estabelecer o Paraíso na Terra e tem atuado continuamente para a concretização desse objetivo.

Com tal propósito, fez do ser humano Seu representante, submetendo a ele todas as demais criaturas e coisas.

Cremos, portanto, que a história da humanidade constituiu estágios preparatórios, degraus para se concretizar o Paraíso na Terra.

Para cada época, Deus faz surgir as pessoas e as religiões necessárias, cada qual com sua missão.

Cremos que, no presente, quando o mundo vagueia em tão caótica situação, Deus enviou Meishu-Sama, fundador da Igreja Messiânica Mundial, com a suprema missão de realizar a sagrada obra de salvação da humanidade.

Por conseguinte, empenhamo-nos de corpo e alma na erradicação da doença, da pobreza e do conflito, os três grandes infortúnios que afligem a humanidade, visando à concretização do mundo ideal, de eterna paz e de perfeita Verdade, Bem e Belo. "


Como é profundo esse ensinamento e, ao mesmo tempo, esclarecedor!

Quando Meishu-Sama afirma que Deus fez de nós, seres humanos, Seus representantes, o que os senhores sentem?
O que sentimos ao ouvir que Deus submeteu a nós todas as demais criaturas e coisas?

Será que temos consciência do quanto Deus confia em nós e de quão grande é a nossa responsabilidade?

Deus nos criou para servir neste mundo como Seus representantes e incumbiu Meishu-Sama de nos guiar e nos qualificar para essa missão.
Meishu-Sama nos ensina a reconhecer que tudo o que acontece nesse mundo tem uma razão, faz parte do plano de Deus e ocorre por uma necessidade.

Da mesma forma, quando algo se torna desnecessário para o plano Divino, ele deixa de existir.
Graças a Meishu-Sama, compreendemos que a história da humanidade, com seus ?erros? e ?acertos?, constitui estágios preparatórios para se concretizar o Paraíso na Terra.

Aprendemos também que mesmo as dificuldades são importantes para a nossa purificação e crescimento, não é?
Portanto, é necessário que mantenhamos o nosso coração sereno, agradecido e focado naquilo que precisamos realizar como instrumentos de Deus e Meishu-Sama.

Nesse sentido, é bom não perdermos o nosso tempo nem o nosso foco, pois eles são muito preciosos para Deus e para a Sua Obra.
É muito importante termos claro em nossa mente quais são as nossas prioridades no campo pessoal, familiar, profissional, espiritual, missionário e em tantos outros.

É necessário cada um ter seus objetivos bem definidos, desejar e agir para concretizá-los ao longo do ano.
Apesar de cada um possuir objetivos bem pessoais, no fundo, todos queremos ter uma vida agraciada. Todos queremos ser felizes e buscamos, a vida inteira, alcançar essa felicidade.
É isso mesmo?

Então, pergunto aos senhores: o que Meishu-Sama nos ensina a esse respeito? O que precisamos fazer para ser felizes?

Precisamos ser úteis a Deus, fazendo feliz o nosso próximo, não é?
Na verdade, o ser humano nasceu para servir a Deus.

À medida que nos empenhamos para cumprir essa missão, vamos ganhando força e permissão de viver uma vida plena e agraciada.

Através do relato da Ana Virginia, o valor do servir a Deus e Meishu-Sama ficou bem claro, não foi?

Fiquei emocionado ao ouvi-la dizer o quanto foi importante para ela ter tomado a decisão de transformar 2018 num ano messiânico.
Ela estabeleceu o objetivo de não lamuriar e de se esforçar para sempre encontrar motivos para agradecer e, assim, poder cumprir sua missão.

Ana Virgínia, parabéns pela sua decisão de cultivar a gratidão e de servir a Deus e a Meishu-Sama aonde quer que esteja. Continue firme em suas dedicações!

Os inúmeros relatos que recebemos fortalecem o nosso desejo de tornar cada ano da nossa vida num ano messiânico.

Assim, gostaria de juntos transformarmos 2019 no Ano Messiânico do Servir.
Vamos servir a Deus, servir à família, servir à sociedade. Vamos servir no trabalho, servir na Igreja, servir onde quer que estejamos.
Enfim, vamos cultivar, em nosso coração, o forte espírito de servir.

Em nossa Igreja, temos muitas maneiras de fazê-lo.

Nós servimos através da prática do Johrei, da Agricultura Natural e do Belo.

Servimos oferecendo o nosso tempo, o nosso amor, a nossa gratidão através das mais diversas dedicações.

Assim, procurando nos aproximar, cada vez mais, do sentimento e do espírito de servir com o qual Meishu-Sama se dedicou à Obra Divina, iniciamos o ano messiânico de 2019 com uma nova diretriz:


"Alicerçados nos sublimes ensinamentos e nas atitudes de
Meishu-Sama, vamos edificar uma fé sólida e altruísta.
O servir sincero dedicado à salvação da humanidade e à construção do Paraíso Terrestre é a nossa missão."


Realmente, acredito que é através do servir sincero que conseguiremos edificar a fé sólida e altruísta que nos foi ensinada por Meishu-Sama e que nos liberta dos sofrimentos causados pela doença, pela pobreza e pelo conflito.

Que todos os dias, nos lembremos de agradecer a Deus e a Meishu-Sama pela nossa vida e pela permissão de servir como Seus instrumentos, nos lembrando do quanto foi bom para nós termos nos encontrado com Meishu-Sama.
Compartilhar com o próximo aquilo que é verdadeiramente bom para nós é uma maravilhosa forma de servir a Deus.

Por isso, vamos ficar atentos às situações e às pessoas que estão à nossa volta para não perdermos nenhuma oportunidade de fazer feliz o nosso semelhante.
Isto pode parecer uma prática difícil e complicada.
Mas, não é.
Como messiânicos o que podemos fazer pelas pessoas que encontramos no dia a dia?

Ministrar um Johrei, fazer um elogio, dirigir uma palavra de apoio, fazer um convite para dedicar junto ou para participar de um culto pode fazer toda a diferença na vida dessas pessoas.

Por exemplo: se alguém nos cumprimenta, nos elogia, ou nos dirige palavras boas, nós ficamos felizes, não é?

Então, se isso nos deixa felizes, certamente, se fizermos o mesmo para outras pessoas elas também se sentirão felizes, não é?
A lógica da felicidade é simples.

Não é uma prática tão difícil.
Basta querer.
Os senhores concordam?

Então, vamos começar essa prática agora mesmo?
Quem está sentado, por favor, queira se levantar.

Aqueles que estão nos assistindo pela Izunome.Tv também.

Agora, vamos desejar às pessoas que estão à nossa volta um feliz ano messiânico de 2019, fazendo também algum elogio a elas!

Que bom! Como é gostoso iniciarmos o ano com esse espírito de servir e de fazer feliz o nosso semelhante!
Assim, sem perdermos nosso precioso tempo nem o nosso foco, vamos colocar em prática esse espírito de servir durante todo o ano de 2019!

Antes de encerrar, quero parabenizar a Fundação Mokiti Okada pelo seu quadragésimo oitavo aniversário e convidar todos os senhores a assistirem, pela Izunome.tv, ao vídeo especialmente preparado em comemoração a esta data.

Desejo a todos um feliz Ano Messiânico do Servir, pleno de saúde, paz e felicidade!
Muito obrigado e boa dedicação!